Como evitar levar calotes

O ano de 2016 iniciou , e muitas são as pessoas que estão com as contas atrasadas ou com o nome negativado no SPC ou SERASA. Para isso, é preciso tomar uma série de cuidados ao efetuar vendas neste começo de ano. Pois, abrir uma empresa é trabalhar para ter lucro. É essa a lógica mais simples de um negócio. Por isso, ter bons clientes é fundamental.

 

Mas, para se ter bons clientes pagadores, é preciso saber fazer uma seleção e evitar levar calotes. Para isso, separamos algumas dicas a serem seguidas:

 

1 – Em qualquer negociação, ofereça descontos de 2% a 5% para pagamento do serviço antecipado em até 10 dias. Desta maneira, você deixa de ganhar uma quantia pequena, mas, apresenta uma alternativa excelente para seus clientes te pagarem mais cedo;

 

2 – Separe na sua equipe um profissional para fazer o atendimento com o cliente e outro apenas para fazer as cobranças. Ao fazer esta separação, o cliente se sente mais seguro e gera uma confiança entre a empresa e o cliente. Permitindo assim, que o cliente evite dar calote;

 

3 – Tenha uma Política de Cobrança consistente e informe-a para seu cliente ao fechar qualquer tipo de contrato. Demonstre para ele que sua empresa é correta e firme;

 

4 – Evite pagamentos em cheque, de preferência aceite o pagamento em dinheiro, depósito ou por meio do uso de cartão de crédito e débito.

 

5 – Tenha sempre um contrato de prestação de serviços disponível. Quando fechar uma prestação de serviços com o seu cliente, leve um Contrato para que seja assinado por ambas as partes, com testemunhas e com toda a descrição dos trabalhos que foram acordados.

 

6 – Conheça bem seus clientes. Pois, desta forma, você terá acesso a todas as informações em empresas ou entidades de proteção ao crédito e até mesmo na internet. Também, peça referências comerciais, bancárias e pessoais. Além disso, procure identificar na hora da concessão de crédito o grau de comprometimento da renda do consumidor e o padrão de comportamento de seus pagamentos anteriores;

 

7 – Tenha atenção na hora de pedir os documentos do cliente. Exija que ele apresente R.G. e CPF. Solicite também comprovante de residência e renda;

 

8 – Seja cauteloso na primeira compra de um cliente e coloque um limite para esta primeira compra. Depois, vá aumentando conforme o relacionamento comercial for se fortalecendo;

 

Em suma, clientes caloteiros ou na forma mais culta, que deixam de pagar pela contratação de um serviço, são um dos maiores pesadelos de qualquer empreendedor. Por isso, certifique-se sobre todas as informações possíveis sobre este cliente antes de fechar acordo, contrato ou venda.

 

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário logo abaixo!