O que acontece quando uma dívida não é paga?

Nos dias de hoje em meio a crise e desemprego assombrando o País, acaba sendo comum encontrar pessoas inadimplentes. Estar endividado é muito desagradável, sempre ser cobrado pelas empresas, querer resolver toda a situação e não conseguir. Mas afinal, você sabe o que realmente acontece quando uma pessoa não paga a suas contas? Abaixo listamos tudo que a empresa pode fazer para receber a divida em aberto.

 

A primeira providência é incluir o nome do cliente no cadastro de inadimplentes, é o conhecido por muitos como ter o “nome sujo”. A empresa pode incluir o CPF a partir do dia seguinte do vencimento do boleto, caso o pagamento não seja feito, depois de solicitar  a inclusão os órgãos responsáveis enviam uma carta com o prazo de pagamento de até 10 dias corridos, apenas depois desse prazo o CPF é incluso nos cadastros e fica disponível para consulta.

Após ter o CPF no cadastro de inadimplentes, consequentemente o consumidor perde seu crédito, e chega as temidas restrições de créditoMesmo que durante toda a sua vida seu histórico de pagamento tenha sido impecável, a partir do momento que o nome está “sujo” as restrições começam. Cada vez que o CPF é consultado e nele se encontra dívidas, a chance do crédito ser negado é muito maior. Quando a dívida é quitada, o consumidor é excluído da lista de inadimplentes.

 

Outro efeito da inadimplência são as ações judiciais, se o consumidor perder a ação pode ter contas bloqueadas e bens penhorados para quitar as dívidas. Normalmente esse recurso é usado para dívidas grandes, mas as empresas podem abrir uma ação para uma dívida de qualquer valor.A empresa tem 5 anos para entrar com uma ação, depois desse período a empresa não pode mais nem ter o nome incluso no cadastro de inadimplentes, nem abrir ações judiciais. Mas podem continuar cobrando por telefone, carta, SMS e etc.

 

Além de todas as coisas citadas acima, a empresa também pode acrescentar JUROS encima da dívida e dependendo do tipo de empresa, suspender os serviços (por exemplo contas de luz, água, telefone, TV e etc).

 

O que vale é lembrar que a empresa JAMAIS pode constranger os clientes! Não se deve expor as dívidas do consumidor em nenhum momento, seja por telefone, SMS ou carta.

A cobrança deve ser feita sempre com respeito, sem exposição para que consumidor e empresa cheguem juntos ao melhor desfecho e resultado.