Saiba como evitar calotes dos clientes

O ano que se passou foi um ano conturbado e de crise financeira. O que se espera para este novo ano que acabou de iniciar-se é melhorias no setor financeiro e em tantos outros que precisam ser melhorados.

Mas, com a passagem de final de ano, muitas pessoas exageram nas compras de final de ano e se empolgam comprando tudo o que veem e mais um pouco. Este não é o problema. Perturbador é como essas dívidas serão pagas.

Por isso, ao começar a realizar as vendas neste começo de ano, é preciso ter cautela e muito cuidado para quem se está concedendo crédito. Pois, com a quantidade de contas adquiridas no final do ano, há grandes chances de algum credor não receber ou receber o serviço prestado ou produto vendido com atraso.

dívidas-calotes-devedores

Para isso, é preciso saber fazer uma análise cuidadosa antes de fechar o contrato com o cliente e mais tarde ter de correr atrás para não ficar sem receber. Por isso, nós, da Mega Consultas, iremos falar hoje sobre como analisar um crédito para vender sem correr o risco de não receber.

A venda parcelada é uma das formas mais comuns e utilizadas pelos consumidores. Para o comércio, é importante porque possibilita alavancar as vendas. No entanto, para conceder crédito, é preciso organizar um procedimento interno com uma rigorosa análise cadastral e documental.

Antes de vender, faça uma análise de crédito, começando pelos documentos pessoas do cliente, que são RG e CPF. Também, não esqueça do comprovante de residência e de renda.  Depois, consulte os órgãos de proteção ao crédito, para saber se o cliente está com algum tipo de restrição, como cheque devolvido sem fundo ou o nome incluído na lista de inadimplentes.

endividamento

Além disso, caso seja constatado durante as buscas que este cliente já está com o nome incluído nos órgãos de proteção ao crédito, não tenha vergonha de avisar ao cliente que ele está com restrição no SPC e/ou SERASA e que por isso a venda não poderá ser concluída.

Já para pessoas jurídicas ou em casos de operações com valores mais altos, recomenda-se seja feita uma consulta no site da Receita Federal, análise do contrato social, a existência da empresa e a inscrição da mesma em órgãos de proteção ao crédito.

Em suma, fazer uma análise de credito, uma ficha cadastral dos seus clientes com informações das vendas, pode reduzir os números de inadimplentes na sua empresa e evitar que você leve calotes. Portanto, antes de sair fechando acordos e contratos, busque munir-se de todo tipo de informação sobre seu possível cliente.

 

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário logo abaixo!