SPC e SERASA são órgãos que pertencem ao Governo?

Muitas pessoas acreditam que quando o nome delas é incluído nos órgãos de proteção ao crédito, que são SPC e SERASA, que estes são do governo e que é ele quem “suja” o nome delas na praça. O governo até tem algumas bases que são utilizadas como proteção ao crédito, como CCF (com dados de emitentes de cheques sem fundos), o SRC (Sistema de Informações de Risco de Crédito do Banco do Brasil) e o CADIN – que registra dívidas tributárias. Mas, o SPC e SERASA não fazem parte do Governo.

 

Tanto SPC quanto SERASA são empresas privadas, particulares, contratadas por lojas, bancos e instituições financeiras para negativar clientes inadimplentes, ou seja, para colocar o nome de quem não pagou suas contas em dia nesta lista que irá restringir a concessão de crédito enquanto a dívida não é quitada.

 

As duas empresas têm a mesma função: informar quem está com o nome sujo. Mas, a SERASA recebe a maior parte das informações sobre quem tem dívida em bancos, enquanto o SPC tem mais acesso aos dados de consumidores que devem no comércio. No entanto, nada impede que estes bancos de dados promovem um amplo intercâmbio de suas informações, o que aumenta enormemente o número de empresas que podem consultar suas bases de dados e diminui os casos de tal ocorrência.

 

As empresas que utilizam essas bases, seja para negativar o nome do devedor ou para realizar consultas de análise de crédito pagam por esse serviço. No entanto, cada um destes órgãos não são a mesma coisa. São bases distintas de órgãos de proteção ao crédito, que não compartilham informações entre si. Sendo assim, seu nome pode estar no SPC e não estar no SERASA. Mas, nada impede que seu nome, também esteja nos dois ao mesmo tempo, mas isso ocorre porque a empresa credora que te negativou possui contrato com ambas as empresas.

 

Além disso, não existe uma divisão que elenca para qual dessas bases de dados seu nome deverá ser incluído quando uma dívida não é paga, como por exemplo, dívidas de banco vão para o SERASA, dívidas de loja vão para o SCPC. Isso não ocorre. Se o banco em que você ficou devendo não tiver contrato com SERASA e tiver com o SPC, pode ocorrer que seu nome será incluído somente no SPC.

 

O que são cada uma delas:

 

SERASA EXPERIAN

Em 1968, a Serasa foi criada em uma parceria da Associação de Bancos do Estado de São Paulo (Assobesp) com a Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban).

 

SPC BRASIL

O SPC é patrocinado pelas associações comerciais, especificamente as Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL), o que significa que o SPC, assim como a SERASA, vende aos lojistas a relação de pessoas físicas e jurídicas que estão com o nome sujo.

 

Caso você esteja com dívidas atrasadas, é possível consultar seu CPF e saber se seu nome consta nas duas empresas de proteção ao crédito ou em apenas uma delas. Saiba que é de lei que o cidadão tenha o direito de saber se seu nome consta na lista de inadimplentes tanto do SPC quanto do SERASA.

 

Para fazer a consulta, é simples, basta acessar nosso site www.megaconsultas.com.br fazer um cadastro com nome, CPF, e-mail e senha de acesso. Depois, é só escolher qual o tipo de consulta que deseja fazer e consultar. A consulta também pode ser feita pessoalmente, mas é preciso ter em mão documentos originais e cópia de cada um deles que são: RG, CPF e comprovante de residência.

 

Em suma, não deixe de quitar suas dívidas e ficar inadimplente nos órgãos de proteção ao crédito. Faça uma consulta e veja se seu nome consta em uma das bases de dados e faça um planejamento para começar a quitar suas contas atrasadas.

 

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário logo abaixo!