O que acontece quando o boleto vai para protesto

O que acontece quando o boleto vai para protesto?

A empresa pela qual você fez alguma compra ou obteve algum serviço pode emitir um boleto para pagamento. E, se você não pagar na data estipulada, então, ela pode incluí-lo em cartório. Desse modo, seu CPF fica negativado nos órgãos de proteção ao crédito, além de ter outras consequências.

Basicamente, é o que acontece quando o boleto vai para protesto impossibilitando você de fazer qualquer tipo de financiamento, empréstimo ou outro objetivo que envolva o pedido de crediário.

No entanto, é importante frisar que antes do boleto ir para protesto em cartório, a empresa deverá realizar a cobrança. Assim, tentar amigavelmente fazer algum tipo de acordo.

Também vale ressaltar que deverá comunicar por escrito que o seu nome estará sendo incluído em cartório de registro, apesar das tentativas de negociações!

Então, essa comunicação é obrigatória! E ela pode ser feita por carta enviada via correio para o seu endereço atual. Há a possibilidade de comunicar via e-mail, a qual é um recurso que muitas utilizam.

Assim, quer saber mais detalhes sobre o que acontece quando o boleto vai para protesto? Leia a seguir e se mantenha informado sobre seus direitos e deveres!

O que acontece quando o boleto vai para protesto?

Todo boleto que não foi pago da data do vencimento e, após constantes cobranças, a pessoa física ou jurídica não efetivou o pagamento, então, ele vai para protesto em cartório.

Praticamente, todo tipo de débito pode ser protestado, e não apenas o boleto, mas cheques sem fundo, duplicatas, carnês etc. Certamente, você já deve ter ouvido sobre ter o nome protestado e é justamente isso que acontece.

Em consequência dessa ação que é conhecida como extrajudicial, o seu nome fica sujo. Além de ter o nome no SPC, SCPC e outros órgãos de proteção ao crédito, o não pagante fica impossibilitado de prestar concurso público.

Então, você ao solicitar, por exemplo, um empréstimo com o nome protestado, ele será negado. Além disso, o SCORE de crédito é afetado, pois considerará você como um mau pagador e diminuirá a sua pontuação, o que gera dificuldade também em conseguir um crediário simples.

Por todos esses motivos, é sempre recomendável negociar com a empresa credora antes de seu nome ir para protesto. Até porque o boleto protestado encarece multas e juros que você terá que arcar para ser retirado seu nome no cartório de registro.

Para evitar esse incômodo é bom que pague os boletos em dias, sempre antes de vencer. E, assim, se resguarda de ter que pagar por juros maiores, além de quitar o boleto.

Como saber se o boleto está protestado e qual cartório?

Se você desconfia que algum boleto está em protesto, então, será possível consultar pela internet. E, caso já esteja há mais de 5 anos e você não o quitou, ele é retirado dos órgãos de proteção ao crédito. No entanto, a dívida continua existindo nos cartórios e você pode se dirigir até ele para uma negociação e, assim, não dever mais nada.

Para consultar um boleto em protesto, siga estes passos:

  • Acesse a plataforma online ao clicar em Mega Consultas

  • Escolha uma das 3 opções que você pode consultar o boleto em protesto: Consulta CPF Restrições + Protestos ou Consulta CPF/CNPJ Completa TOP ou Consulta CPF/CNPJ Master e clique em cima

  • Faça seu cadastro no sistema gratuitamente ou se já possui entre em sua conta

  • Depois, insira créditos em sua conta e aguarde ser liberado em alguns minutos

  • Em seguida, faça a consulta inserindo os dados que o sistema pede

Pronto! O relatório será mostrado e você já poderá visualizar as informações! Assim, poderá entrar em contato e fazer uma possível negociação.

Como tirar o boleto do protesto?

Agora que você já sabe que existe um boleto de protesto em seu CPF e também qual empresa credora o colocou, chegou a hora de resolver essa questão!

Primeiramente, você vai quitar essa dívida do boleto junto a empresa. Depois, solicitará dela uma declaração de quitação. Com isso, esse documento comprovará que a dívida foi regularizada.

Após resolvida a situação com a empresa, você se dirigirá até o cartório onde o boleto foi protestado. E, então, apresentará o documento regularizado a ele juntamente com o seu RG e CPF.

Com isso, o cartório fará a exclusão e lhe entregará uma certidão de regularização!

Viu como você pode resolver esse impasse com toda a calma? Agora que você descobriu o que acontece quando o boleto vai para protesto, que tal fazer a consulta na Mega?

Se desejar, comente abaixo e compartilhe esse post!